terça-feira, 6 de dezembro de 2011

De mensagem em mensagem
Sua repentina suplica
Cavou fundo a esperança miúda,
Escondida na desilusão discreta
Do meu dia dia.

Aflita esqueces o que estavas em tua mão,
Mas não liga sorri ao vento
E sem o menor intento
Um outro que não sou eu
Caça em ti o momento eterno
Que não estás ali.


Em despedida me afaga
Ao dar-me um beijo mas
Distraída, voltas a cantar pra mim
Melodias e canções e detalhes
que

Um comentário:

Lidiany Schuede disse...

Está ficando lindo! =)